AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa madrugada - Itabira, domingo, 22 de setembro de 2019 Hora: 02:09

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana "Junho um mês diferente e abençoado"
24/06/2019

Mês de junho é um mês repleto de reflexões. Você já pensou nisso? Dia dos namorados, de Santo Antonio de Pádua e de Lisboa, Corpus Christi, São João Batista e de São Pedro e São Paulo. Festas Juninas no país inteiro para homenagear esses ícones da religião católica, cada um operando seus milagres de acordo com seus poderes, advindos de Deus. Qual o proveito cristão que temos tirado para e na caminhada de nossas vidas?

Dentre todas estas festas a mais importante é o dia de Corpus Christi, celebrado nesta semana que passou. É a celebração da comunhão com Deus. O que não há entre desconhecidos. A distância precisa ser superada. A proximidade é necessária para o amor frutificar. Por isso Deus se preocupa tanto com cada um de nós, e cuida até as últimas consequências. Ele se faz pão para nos alimentar. Ele garante ser a força necessária em nossa jornada, para que possamos proclamar e reconhecer e imitar diariamente sua grandeza ao se fazer pequeno, cultivar e construir com a humildade que nos cabe o reino da comunhão, a realidade da justiça em que, como filhos e filhas de Deus que somos. A celebração de nossa fé seja uma Boa-Nova para todos. Por isso não podemos deixar passar a oportunidade de nos irmanarmos ao Corpo e Sangue de Cristo a nós oferecido para comungarmos, com o PAI a celebração da vida, para tanto, tomando os exemplos destes santos neste mês homenageados.

Entretanto, devemos observar também, que no reino animal temos exemplos que, pacificamente podemos tirar ensinamentos. Quem cuida de uma casa já sabe: de vez em quando vai encontrar nos cantos das paredes e móveis uma teia de aranha quase invisível. Para a aranha a teia é segura e firme, mas basta que alguém a toque com a vassoura para que se desfaça. Lá se foi a segurança da aranha – ela terá que construir outra teia para capturar seu alimento.

O exemplo da aranha e sua teia nos faz lembrar o Livro de Jó quando la encontramos: “Os olhos dos ímpios fecharão, e em vão procurarão refúgio; o suspiro da morte será a esperança que terão”, Jó 11.20. Neste texto vemos que as pessoas sem Deus confiam em algo frágil e se apoiam em algo tão firme como uma teia de aranha. Os cientistas descobriram que as teias das aranhas são muito fortes, mas na prática percebemos que não são indestrutíveis. Não são uma boa base para apoiar a vida.!

Em que se agarra uma pessoa que vive como se Deus não existisse? Onde está a segurança? A “teia de aranha” são suas próprias convicções, isto é, uma religiosidade vazia, o “eu” no centro que não admite ordens de ninguém... Sua vida não tem sentido nem esperança – ou melhor, esperam pela morte, como expressa o versículo em destaque. Pessoas que vivem assim parecem um exército sem comando marchando para o abismo, por vontade própria ou ignorância de seu destino. Não sabem que seu caminho leva à destruição, conforme explicita o Sl 1.6b, in verbis: “Porque o Senhor vela pelo caminho dos justos, ao passo que o dos ímpios leva à perdição”. Pensem nisso.

Deus, entretanto, não rejeita ninguém. Constantemente busca atrair as pessoas para si, demonstrando seu amor e oferecendo nova vida por meio de Jesus. Quer ser refúgio seguro, assim como é para o íntegro. Deus quer ser a firme base em que a vida é apoiada. Onde você, caro ouvinte apoia sua vida – em Deus ou em uma teia de aranha? Se a segunda opção é sua realidade, volte-se para o Senhor e encontre nele o refúgio, o sentido, a esperança. Quem confia em Deus pode ter certeza de que a base é forte e nunca será destruída. A graça de Deus liberta e sustenta – ao contrário das “teias de aranha“ que tentam nos pegar. Pensem nisso também.

Li, não sei onde. Guardei. Hoje reproduzo neste espaço para você caro ouvinte ouvir e guardar: “Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer até que o relógio marque meia-noite. É minha função escolher o tipo de vida que terei hoje! Posso reclamar por estar chorando... ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro, ou me sentir encorajado para administrar melhor as finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre a minha saúde... ou dar graças por estar vivo! Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria... ou ser grato por ter nascido! Posso reclamar por ter que trabalhar... ou agradecer por ter trabalho! Posso sentir tédio com as tarefas de casa... ou agradecer por ter um lar! Se as coisas não saem como eu planejei, posso ficar feliz por ter o hoje para recomeçar! O dia está na minha frente, esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor deste espaço semanal que pode lhe dar a forma, pois tudo, tudo depende de mim, abaixo de Deus. Você nunca recebe um desejo, sem também receber a capacidade de torná-lo realidade”. Cuidado com as teias de aranhas em sua vida. Pense nisso.

 








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.