AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, quinta, 19 de setembro de 2019 Hora: 20:09

POLITÍCA
Ronaldo Magalhães prestigia festival estudantil de música na Concha Acústica
02/09/2019

A penúltima prova externa da III Gincana do Conexão Jovem foi marcada, neste sábado (31), na Concha Acústica lotada, com o emocionante espetáculo musical realizado por adolescentes, entre 12 e 15 anos, da rede pública de ensino.

Na plateia, o prefeito Ronaldo Magalhães e os secretários municipais José Gonçalves Moreira (Educação), Maria Marli de Oliveira Martins Rosa (Assistência Social), Rosana Linhares (Saúde) e Fernando Muniz (Auditoria e Controladoria) prestigiaram o evento, que teve ainda a interpretarão de músicas nacionais e internacionais pelo grupo Meninar.

No total, foram 14 apresentações avaliadas nos quesitos interpretação, afinação, harmonia, presença de palco e figurino pelos júris técnico – músico Túlio Torres e cantores Jésus Henrique, Jhony France, Ana Luíza Ferreira Moreira e Rosa Márcia Costa – e artístico – Gabriel Clarindo Araújo, Fernanda Pereira, e Jânua Coeli Brandão, representante da Superintendência Regional de Ensino de Nova Era.

A performance favorita dos jurados foi da aluna Lorrayne Dávile Santos Pereira, da Escola Municipal José Gomes Vieira, que apresentou a canção “Força Estranha”, do ícone Caetano Veloso. Em seguida, com a música “Era uma Vez”, de Kell Smith, Ana Júlia Machado Moraes, da Escola Estadual Antônio Linhares Guerra e, com o bronze, Otávio Augusto Pinheiro Pereira, da Escola Estadual Mestre Zeca Amâncio (Eemza), que interpretou a famosa “João de Barro”, da cantora Maria Gadu.

Para o prefeito, o festival concretiza o trabalho conjunto das secretarias de Educação, Assistência Social e Saúde no programa Conexão Jovem. “Fiquei muito feliz com as apresentações. O Conexão Jovem é um programa que veio para integrar as escolas itabiranas e é realizado por três secretarias. Nosso objetivo é unir cultura, esporte, saúde e desenvolver as habilidades das nossas crianças e hoje vimos isso”, avaliou Ronaldo Magalhães.

3º lugar – Otávio Pereira (Eemza).

2º lugar – Ana Júlia Moraes (Escola Estadual Antônio Linhares Guerra).

1º lugar – Lorrayne Pereira (Escola Municipal José Gomes Vieira).

Como foi

A segunda edição do Festival de Música começou com a aluna Luana Lima Costa Reis, da Escola Municipal Antonina Moreira, que interpretou a música “A Noite” da cantora Tiê. Em seguida, da Escola Estadual Fazenda Betânia, Rhian Henrique Martins Silva cantou “Feito Areia” da dupla Sandy e Júnior. Maria Clara de Oliveira, da Escola Estadual Manoel Soares, apresentou a famosa “Trem Bala”, da cantora Ana Vilela.

Representando a Eemza, o prata Otávio Augusto Pinheiro Pereira cantou “João de Barro”. “Dois Corações” da Banda Melim, foi interpretada por Raíssa Lucy, da Escola Estadual Palmira de Moraes. Yasmim Xaira Gomes de Souza, da Escola Estadual Emílio Pereira de Magalhães, trouxe um clássico do rock nacional: “Primeiros Erros”, da banda Capital Inicial.

A belíssima “Sangrando”, de Gonzaguinha, foi apresentada pela aluna Maria Clara Lacerda dos Santos, do Colégio Municipal Professora Didi Andrade. Depois da apresentação do grupo Meninar, foi a vez de Francine Araújo Domingos, da Escola Estadual Major Laje, cantar “Que Sorte a Nossa”, de Paula Matos. Walquíria Francisca dos Santos, da Escola Municipal Antônio Camilo Alvim, interpretou “Estado Decadente” da dupla sertaneja José Neto e Cristiano. “Era uma Vez”, bronze da noite, foi cantada por Ana Júlia Machado Moraes.

A campeã Lorrayne Davile Santos Pereira apresentou “Força Estranha”. “Ouvi Dizer”, da Banda Melim, foi cantada por Stefany de Alcântara Alvarenga Vieira, da Escola Estadual Dona Eleonora Nunes Pereira. Kelry Mara da Cruz Ferreira, da Escola Estadual Marciana Magalhães, trouxe “Deixa”, de Ana Gabriela. Última voz, “Como Nossos Pais”, clássico da música popular brasileira de Belchior, foi a canção escolhida por Camily Vitória, da Escola Municipal Marina Bragança de Mendonça.

Para encerrar o espetáculo e aumentar a expectativa do público antes do resultado, fazendo todo mundo dançar, os cantores do júri técnico interpretaram mais canções.

Saiba mais

O festival, segundo Lucimara de Cássia Ferreira Santos, coordenadora do Conexão Jovem, é resultado das oficinas de musicalização e técnicas vocais com o maestro contratado Marcelo Hautequeste. Em parceria com a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), os alunos tiveram acompanhamento de bandas experientes para prepararem as apresentações e ensaiaram ainda em estúdio profissional.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.