AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, quinta, 22 de agosto de 2019 Hora: 22:08

POLÍCIA
Vereador Marquinho do Deposito depois de matar o prefeito de Naque é preso pela segunda vez no Espirito Santo já com os cabelos pretos
17/07/2019

Depois de matar a tiros o prefeito de Naque, no Vale do Aço, Marquinhos do Deposito foi preso novamente em menos de 48 horas depois que conseguiu liberdade provisória da acusação de homicídio, o vereador Marcos Alves da Silva (PSDC), foi preso na tarde desta terça-feira, 16 de julho de 2019, no bairro Mata da Praia, em Vitória no Estado do Espirito Santos.

De acordo com as informações Marquinhos do Deposito já se encontrava de cabelos pintados de preto, ele se encontrava na casa de parentes. O vereador foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Ipatinga, depois que a justiça expediu um mandado de prisão para o mesmo.

Os Policiais estão levantando informações onde á uma suspeita que o vereador estivesse tentando fugir do país. Marquinhos do Deposito foi levado para a Delegacia de Vitória, onde posteriormente será encaminhado ao presídio local, enquanto aguarda sua transferência para a Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba.

Relembrando o crime, Marquinho do Depósito foi preso no final da manhã de sábado (13), no bairro Retiro dos Lagos, em Governador Valadares, quanto tentava escapar, depois que efetuou vários disparos contra o prefeito de Naque, Hélio Pinto de Carvalho, o Hélio da Fazendinha.

Na ocasião o vereador e o prefeito iniciaram uma discussão por conta de uma cerca que Marquinho do Deposito fazia numa divisa de propriedade e um terreno da prefeitura, o vereador alegou aos Militares que a vítima tomou de suas mãos seu chicote depois que chegou ao local em um cavalo, e aplicou-lhe vários golpes. Por estar armado ,Marquinho contou que atirou temendo ser morto pelo prefeito que também andava armado.

Mesmo sendo autuado em flagrante, o vereador só ficou preso até a noite de domingo (14), quando a justiça decidiu que ele poderia responder pelo crime cometido em liberdade.

Asnoticiasonline.com.br








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.