AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, sexta, 19 de julho de 2019 Hora: 11:07

POLÍCIA
A Policia foi acionada depois que um adolescente diz ter sido importunado por um cabeleireiro no bairro Amazonas
13/05/2019

ITABIRA(MG)- Neste sábado, 11 de maio de 2019, um adolescente de 17 anos, foi até salão no bairro Amazonas onde cortou o cabelo, mas o cabelereiro ao termino do corte cometeu um ato de importunação sexual contra o menor, que não gostando acionou a Policia Militar.

De acordo com as informações por volta de 15h, a Central de Operações da Policia Militar (COPOM) foi acionada, e uma viatura foi até o local para registrar uma ocorrência de importunação sexual. Já no local a vitima relatou aos Militares que depois de terminar o corte do cabelo, no momento em que foi passar o cartão de crédito para efetuar o pagamento, o cabeleireiro aproveitou do momento a dois o puxou e acariciou o seu o pênis.

Segundo informações o adolescente depois deste momento, ficou inconformado com aquela situação vivida e procurou a Policia Militar depois de orientação na Delegacia de Policia Civil, para registrar um boletim de ocorrência por importunação sexual.

Depois de encontrar com os Militares, foram até a barbearia, mas o local já estava fechado, o possível autor do ato libidinoso, não foi encontrado para falar sobre o ocorrido, os PMs então registraram a ocorrência que foi encaminhada a Delegacia de Policia Civil que deve dar seguimento ao caso.

Importunação sexual

A importunação sexual foi definida em termos legais como a prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A nova tipificação substituiu a contravenção penal de “importunação ofensiva ao pudor” e já foi aplicada na cidade de São Paulo em ocorrências no transporte público.

Considera-se importunação sexual: beijo roubado ou forçado, passar a mão, “encoxar” no ônibus ou metrô e fazer cantadas invasivas. Este crime também pode ser identificado nos casos, já ocorridos, em que homens ejacularam sobre mulheres no sistema de transporte público. Mas, dependendo da situação, a conduta pode ser tipificada como estupro, se ocorrer uso da força, por exemplo.

Asnoticiasonline.com.br








construtorakellesduarte
INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.