AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa madrugada - Itabira, segunda, 17 de dezembro de 2018 Hora: 00:12 20 ºC
Velocidade do vento: 11.27 km/h
Nascer do Sol: 6:10 am e pôr do Sol: 7:28 pm

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana “Como se realizar na vida e no trabalho”?
23/07/2018

Quando se fala em realização, estamos falando de algo muito desejado que se possa alcançar. Isto pode ser um grande feito ou apenas uma pequena conquista.

Pode ser também o alcance de uma meta ou objetivo. Por trás desta palavra está o prazer ou a satisfação íntima de nos sentir plenos e completos com aquilo que fazemos.

O que nos motiva e conduz a conquistar e fazer coisas que almejamos em nossa mente é a alegria profunda que sentimos ao fazê-las. Como somos pessoas dotadas de sentimentos próprios a cada um de nós, cabe, também, a missão de se realizar de uma forma que lhe é única. A realização pode se dar de várias formas. Ela pode ser no campo pessoal, profissional e até mesmo no campo espiritual. A pessoa pode se realizar como um pai ou uma mãe, como um profissional bem sucedido, como um marido ou esposa, como alguém que busca sua evolução espiritual ou como alguém que faz o bem aos seus semelhantes. Pode ser até mesmo acumulando bens materiais. Para tanto, a pessoa só conseguirá descobrir o que a realiza quando ela escuta seus próprios sentimentos mais íntimos e se deixa guiar por eles. Ela poderá chegar à autorrealização se deixar que seu coração a conduza.

Ficar alienado de si mesmo e deixar que os outros determinem seu destino pode ser um caminho para a infelicidade. Já pensou nisso? A pessoa que busca e consegue sua realização é aquela que crê no seu poder interno e sabe que Deus a dotou de talentos. Podemos também chamá-los de competências. Todos nós possuímos um tipo de competências e elas são particulares a cada um. Descobrir tais poderes e realizá-los é trabalho nosso. Aquelas pessoas realizadas, profissionalmente, são as que conseguiram colocar em prática seus talentos. Descobrir uma atividade prazerosa, profissional ou não, pode não ser muito fácil. Muitas vezes, em busca de nossa sobrevivência, somos conduzidos pela vida a determinadas atividades profissionais que não nos dão muita satisfação em exercê-las. E aí, passamos às vezes, décadas sentindo uma angústia por não trabalharmos em plenitude. Para o nosso próprio bem estar, não adianta nada realizarmos grandes feitos ou sermos possuidores de grandes fortunas se diariamente precisamos sacrificar uma grande parte do nosso ser emocional em prol destas “conquistas”. Isto é o fim.

É uma grande conquista quando conseguimos encontrar a oportunidade de trabalhar diariamente em algo que não nos causa peso algum. Esta é a nossa verdadeira profissão e não aquela atividade que exercemos para apenas nos garantir um salário no fim do mês para que sobrevivamos como precisamos e queremos. É importante compreendermos a importância do trabalho em nossas vidas. Trabalho não é apenas aquela atividade profissional que exercemos. São também todas aquelas atividades que nos tiram do ócio e trazem algum benefício a quem quer que seja. Por exemplo, quando cuidamos de alguém ou de algo, quando estamos meditando, quando participamos de alguma atividade beneficente, quando lemos um livro ou quando oramos. Trabalhar significa ser útil. Necessário se faz que ocupemos o nosso tempo o melhor possível para que nos tornemos realmente úteis.

O corpo humano foi criado para o movimento. A nossa saúde mental e física dependerá em parte do quanto trabalhamos, ou seja, movimentarmo-nos. O ócio constante deprime as nossas emoções. A grande maioria da humanidade ainda acredita que a vida no planeta é um parque de diversões. Em função das imperfeições que trazemos dentro de nós, deve haver um objetivo maior do que ficarmos apenas nos divertindo e distraindo.

Muitas vezes, só percebemos as coisas que nos realizam, sejam elas profissionais ou não, quando estamos em uma época das nossas vidas em que, como se diz um ditado popular, muita água já passou por debaixo da ponte. Quando isto acontece, precisamos correr rapidamente atrás da concretização destas coisas, pois sempre é tempo para realizá-las, independente do que passou e da idade cronológica em que estamos. Fazendo isto, não corremos o risco de nos arrepender por aquilo que deixamos de fazer. E isto vale também e, principalmente, para aquelas relações humanas desgastadas e pobres que mantivemos com as pessoas durante anos. Se, por acaso deixamos de fazer a nossa parte no passado, hoje e agora é o tempo certo para fazê-la, independentemente que lhe seja ordenado a fazer.

Muitos de nós temos a tendência de não contabilizar feitos bons e não valorizá-los ao mesmo tempo em que direcionamos nossa energia para aquilo que ainda não conseguimos, principalmente quando se se trata de conquistas materiais. É comum não ficarmos satisfeitos com o que possuímos. Muitas vezes precisamos fazer uma pergunta a nós mesmos: será que não realizamos e não possuímos nada? A resposta poderá nos colocar de frente às nossas conquistas que estávamos desqualificados, sejam elas, de qualquer natureza. É necessário entendermos que as realizações desejadas acontecem no devido tempo e este fator tempo mal compreendido pode gerar uma falsa sensação de ineficácia. Pensem nisso, lembrando: “Assumindo com amor e alegria, o trabalho enobrece, gratifica. E nos desgasta bem menos”.

Porém, não nos esqueçamos da “obediência”, ela também nos leva ao sucesso!








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.