AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa madrugada - Itabira, domingo, 22 de julho de 2018 Hora: 01:07 14 ºC
Velocidade do vento: 6.44 km/h
Nascer do Sol: 6:26 am e pôr do Sol: 5:33 pm

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana “Aprender a gostar do que faz é o caminho”
02/07/2018

Meus amigos e amigas, companheiros de todas as semanas neste encontro através deste canal de comunicação: neste tempo em que o mar não está para peixe, onde o desemprego mutila toda classe social e os políticos nada enxergam, pois estão tão somente voltados para suas reeleições, como é triste ver tantas pessoas trabalhando com o que não gosta e sentindo-se infelizes profissionalmente! Esta é uma realidade e uma situação difícil para quem por ela está passando, porque o trabalho é algo indispensável na vida de quase todos nós – e acredito, até na vida de quem não precisa trabalhar.

Muitas vezes me pego reclamando da escravidão das horas, de quanto preciso estar atento ao relógio e aos compromissos... Mas, se não fossem esses compromissos, que graça teria minha vida? Com certeza eu acordaria para almoçar e, depois do almoço, deitaria de novo para descansar... Mas à noite, cansado da cama, passaria para o sofá da sala, e assim, dia após dia, iria vivendo por viver, sem um foco, sem uma meta, sem direção. Isso, definitivamente, não é vida!!!

Então, se você olhar por esse prisma, mesmo que hoje seu trabalho não seja aquilo que você sonhou para si, pelo menos é um trabalho, é uma ocupação que não só melhora sua vida material, mas, principalmente, sua vida emocional. Faz com que você se sinta útil, atuante, vivo! E mais, ter um trabalho, remunerado ou não, o deixa mais protegido dos pensamentos depressivos.

Saiba que se quiser ser bem sucedido na vida precisa, sim, de esforço, de determinação e da persistência, mas principalmente de um trabalho que aprecie.

Então, você tem duas opções a esse respeito: fazer o que gosta, ou aprender a gostar do que faz! Ainda hoje, poucos conseguem trabalhar naquilo que gostam, mas são muitos os que estão aprendendo a gostar do trabalho que fazem, porque sabem que tudo passa e que toda e qualquer experiência vivida, mais dia, menos dia, terá sua utilidade em realizações futuras.

Valorize-se mais, valorizando seu trabalho atual, despertando em si mesmo, a cada amanhecer, o bom ânimo, a boa vontade, o entusiasmo e a esperança em dias mais prósperos você estará sempre preparado para melhores oportunidades. Esta sempre lhe surgirá. Além disso, no próprio trabalho, procure novas aprendizagens com leituras concernentes ao que pratica e com cursos especializados variados, porque hoje, com a globalização, a informação passou a ter mais valor do que a experiência na área profissional. Para tanto, tenha paciência e jamais maldiga seu trabalho! Pelo contrário, coloque a gratidão pela oportunidade de trabalhar em primeiro lugar em suas preces. E tudo o que tiver que fazer, faça-o bem feito, sempre! Evite esperar reconhecimento dos seus superiores ou de colegas, porque, infelizmente, ainda são poucas as pessoas que entendem que quanto mais reconhecem o valor do outro, mais valorizadas se tornam.

Pare de terceirizar a motivação que você precisa para ser feliz, ou seja, não coloque a responsabilidade nos outros ou no mundo pela construção de sua felicidade! A única motivação que faz a vida acontecer, que faz a roda da prosperidade girar, é a automotivação, aquela que vem do fundo do seu ser, da sua própria energia interior, da confiança que você tem em si mesmo e de que merece que o melhor aconteça. Pense nisso.

Para ilustrar nosso encontro de hoje e sua reflexão, segue a história abaixo: Conta- se que existiu um homem que morreu e se viu num lugar lindo, rodeado de todo conforto concebível. Um ser vestido inteiramente de branco achegou-se a ele e disse: - o senhor pode ter aqui qualquer coisa que desejar; qualquer iguaria, qualquer prazer, qualquer tipo de entretenimento. Aqui você é livre.

O homem ficou encantado com a recepção e, por vários dias dedicou-se com todos os manjares e deleites que sonhara quando vivia na terra. Um dia, porém, entediou-se daquilo tudo e, chamando o atendente de trajes brancos, explicou-lhe: - Estou cansado de disso tudo. Preciso de alguma coisa para fazer. Que tipo de trabalho você pode me oferecer? O atendente de branco sacudiu a cabeça melancolicamente e respondeu: - Sinto muito meu senhor. Essa é a única coisa que não podemos lhe oferecer. Não há trabalho aqui. Ao que o homem retrucou: - Essa não! Eu poderia bem estar no inferno. O atendente respondeu com brandura: - E onde o senhor pensa que está?

É isso mesmo! Ter a oportunidade de trabalhar tem de ser mais valorizado por você, que ainda possui um emprego, porque a vida sem trabalho torna-se tediosa e estéril. E, além de valorizar-se pelo que tão bem sabe fazer, aprenda a valorizar o saber de cada um. Aprender a gostar do que faz é tão sublime enquanto se mantiver num emprego seguro nos tempos modernos. Pense nisso. Os milhões desempregados de hoje em dia que o digam. As dificuldades de um novo emprego, pós era Lula e Dilma, corroborados pelo governo Temer está pra lá de Bagdá. Não é mesmo? Pense também nisso, valorizando sempre seu emprego e seu trabalho!








aquecesol
INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.